Arroz e Feijão: parceiros, gostosos e nutritivos


São tantos sabores, possibilidades e benefícios que o arroz e feijão proporcionam que por mais que a gente se esforce em manter você informado sempre haverá alguma novidade gostosa para conferir.

Esse ano nosso Personal Barão iniciou uma campanha informativa levando para as redes sociais tudo que o Arroz e Feijão tem a nos oferecer, além de solucionar alguns mitos nutricionais. Se ainda não acompanha, dê uma olhada em nosso perfil no InstagramFacebook ou pesquise a hastag #PersonalBarão.

Mas e aí, pode ou não pode misturar arroz com feijão? Feijão engorda? Arroz integral não engorda? São muitas as perguntas que nos chegam e é importante buscar as respostas, porque nada é mais desconfortável do que comer com “medo”. Então vamos lá.

O feijão é rico em Pectina, uma fibra solúvel que ajuda a diminuir a velocidade de absorção do açúcar e gordura, contribuindo assim a baixar o colesterol e equilibrar o índice glicêmico do sangue. Quando se mistura o arroz com feijão o índice glicêmico muda, porém a junção garante mais saciedade, ajudando a controlar o peso. Tudo isso contribui com a saúde cardiovascular, além de nutrir o corpo com proteína, fibras, vitaminas do complexo B, ferro, zinco e potássio, que ajuda na pressão arterial. Ou seja: não se preocupe, comer arroz e feijão de forma equilibrada não engorda, ao contrário, ajuda a controlar o peso.

Mas e aí, qual escolher? Dentre os diversos tipos de feijão, o Carioca e o Preto são os que possuem maior concentração de ferro, por isso a base alimentar do brasileiro possui o feijão, prevenindo a anemia. E você pode potencializar a absorção de ferro tomando suco de laranja, acerola ou qualquer alimento rico em vitamina C, acelerando a assimilação do nutriente.

Contra indicação? Nenhuma. Sim, algumas pessoas reclamam de gases após consumir estes dois tipos de feijão, porém isso ocorre com quem possui sensibilidade ou intolerância à rafinose, presente no feijão. Nesse caso o correto é deixar o feijão de molho com algumas gotas de vinagre, porém atenção: só deixe de molho caso possua tal intolerância, pois ao ficar de molho o feijão perde alguns nutrientes importantes, como o potássio.

A quantidade? Três colheres de sopa cheias de feijão com quatro colheres de sopa de arroz. Sem exageros, muito equilíbrio e um corpo muito mais saudável. O arroz branco e o integral são idênticos na concentração de calorias, logo comer um ou outro não diferencia na perda de peso.

Gostou? Então vai lá e segue a gente. Tem muito mais novidade e orientação por vir. Para estas e mais informações importantes sobre arroz e feijão clique aqui e acesse o site do Bem Estar, que publicou uma ótima reportagem sobre o tema. Para mais dicas de porções e saber a quantidade ideal de se consumir os alimentos, clique aqui.